domingo, 13 de maio de 2012

Obama defende homossexuais

O presidente americano, Barack Obama, defendeu abertamente o casamento entre pessoas do mesmo sexo. É uma posição inédita para um presidente e pode influenciar as eleições para a presidência, em novembro.
O assunto ganhou as manchetes no domingo, quando o vice-presidente Joe Biden, contrariando a posição oficial da Casa Branca, disse se sentir absolutamente confortável com casamentos de homossexuais.

Desde que assumiu o governo, Barack Obama vinha dizendo que este tipo de relação não deveria ter o status de casamento. Nesta quarta-feira (9), em uma entrevista à rede de TV americana ABC, Obama afirmou que, depois de refletir muito, achou importante afirmar que, pessoalmente, considera que pessoas do mesmo sexo deveriam poder se casar.
A declaração está sendo considerada histórica por ser a primeira defesa de um presidente americano, durante o mandato, ao casamento gay. Foi feita um dia depois de os eleitores da Carolina do Norte terem votado contra a união civil e o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

O pré-candidato republicano Mitt Romney reafirmou que defende apenas o casamento tradicional, entre homem e mulher.
Os analistas dizem que Barack Obama não apoiava o casamento homossexual temendo perder votos, mas estava se arriscando também a perder dinheiro. Entre os que levantam milhões de dólares para a campanha de reeleição dele, mais de 15% são gays e não gostavam da indecisão do presidente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário