quinta-feira, 28 de junho de 2012

Eixos da Militância NS

Neste espaço destacamos 7 principais frentes de atuação do militante nacional-socialista. Denominamos "Eixos" por serem campos tratados de forma autônoma e com características próprias; mas o ativismo em si deve ser sempre considerado em seu conjunto. Notem que o maior foco foi dirigido ao trabalho intelectual, dado que não existem perspectivas atuais de uma atuação ostensiva. Mais vale "espalhar" a Doutrina e promover uma revolução de idéias (que faça despertar o espírito crítico da população) do que promover ações tolas no pior estilo de uma "tribo urbana". Lembrem-se: o verdadeiro temor do Sistema é que nossas idéias sejam assimiladas e difundidas! Para cada ato injusto de vandalismo e violência gratuita apenas se está contribuindo para fortalecer a imagem distorcida do NS (para satisfação da mídia manipulada).
________________________________________________________________________________
DIVULGAÇÃO
Definitivamente a principal frente de ativismo. Cada militante deve ter a consciência de que deve trabalhar como um agente de divulgação da Doutrina NS. Mas como? Espalhando material doutrinário em diversos ambientes e promovendo o despertar crítico daqueles que ainda não conhecem a nossa versão da História, principalmente através da Internet, nosso principal espaço de atuação. Vale postar mensagens em fóruns, sites de relacionamento, e-groups, enviar notícias através de mailings, deixar comentários em blogs, enfim, qualquer espaço em que possam indicar um link para um bom artigo ou  emitir uma opinião que remeta à nossa posição. Fora do meio virtual, ainda, há a possibilidade de que distribuam pequenos panfletos ou outros materiais sobre o nosso ideal (de forma segura, bem planejada e com conteúdo lícito) em bibliotecas, sebos, universidades, passeatas, manifestações, clubes e demais locais de concentração popular; lembrando que vale mais focar nas camadas sociais de maior capacidade intelectual, especialmente a classe estudantil, que naturalmente possui inclinação ao debate político e são mais receptíveis a idéias contestadoras). O essencial é suscitar a polêmica e tornar a temática que envolve o Nacional-Socialismo pauta constante em variados ambientes (sem que se caia no velho discurso da "historiografia oficial", mas que promova a Revisão Histórica). Cada militante NS deve se considerar um agente de propaganda autônoma para promover a ruína da estrutura ideológica do Sistema, espalhando o caos através das idéias. Juntos podemos minar as bases da Nova Ordem Mundial Sionista.

PRODUÇÃO
Dentro da proposta do estabelecimento de uma forte base doutrinária, não basta que apena reproduzamos o material pronto que outros já tenham elaborado; devemos trabalhar incessantemente na produção de material novo e de qualidade. Infelizmente, ainda que imbuídos de boas intenções e no afã de quererem colaborar com a causa, muitos camaradas acabam "metendo os pés pelas mãos" e produzindo conteúdo de qualidade questionável, ou mesmo coisas totalmente equivocadas e que apenas denigrem a nossa imagem. Um bom campo de atuação, sem dúvida, é o esforço para a tradução de textos (e-books, notícias e artigos em geral) e a transcrição de vídeos com material estrangeiro sobre a Doutrina NS (dá-se preferência a livros originais de época e material que remeta à "fonte" dos ideólogos nacional-socialistas). Parte desse esforço já tem se mostrado operante, com vários bons resultados. Pensem da seguinte forma: se outros camaradas, por vezes mais experientes e com maior conhecimento doutrinário, já fizeram a sua parte e deixaram seu legado de conhecimento, por que eu não devo procurar absorver essa informação e retransmiti-la, ao invés de ficar tentando "reinventar a roda"? Lembrem-se que existem ao redor do mundo diversos outros movimentos de inspiração NS que já produziram repleto material doutrinário. A nós cabe selecionar e traduzir esse material; o que não esgota a possibilidade da produção de textos de autoria própria, edição de vídeos e outros. Aqueles com bons conhecimentos em idiomas (principalmente inglês e alemão) tem a responsabilidade em concentrar seu ativismo nessa área de traduções. Mesmo os que possuem razoável base em idioma estrangeiro podem alçar resultados bastantes satisfatórios através do uso em conjunto de aplicativos e ferramentas de tradução de texto e dicionários com recursos variados (sinônimos, p ex).  Não esquecido, ainda, e muitíssimo importante, é o trabalho de digitalização de livros, panfletos e demais itens que só estejam acessíveis na forma impressa e que se constituam em fonte de conhecimento do nosso interesse.

CAPTAÇÃO
Destacamos um problema que, mais de uma vez identificado, parece ser recorrente em nosso meio: a perda da "memória" de outros momentos da cena NS e conseqüente perda de material. Devemos procurar manter back-ups e arquivar tudo (de forma segura; por exemplo, o material eletrônico cabe perfeitamente em uma mídia de DVD, que pode ser facilmente guardada em local seguro). A idéia de captação não se restringe a isso, devendo ser entendida como um trabalho constante de colhimento de material, com posterior circulação. Uma coisa que pode parecer muito trivial mas de resultados surpreendentes é a gravação do endereços eletrônicos (links) nos seus favoritos e posterior arquivamento em local seguro, através da criação de uma lista de sites de interesse. O mesmo vale para notícias que tenham vinculação com o NS. Uma vez tendo sido disponibilizado determinado conteúdo na rede, deve-se ter a certeza de que o caminho é irreversível, pois já se espalhou e poderá ser recuperado em outro momento. Devemos ter em mente que os sites "politicamente incorretos", por vezes, são derrubados do ar, o que não pode ser uma vitória por completo dos inquisidores, já que o trabalho efetuado é perene e se dissemina. Não vale, no entanto, que o militante, egoisticamente, possua um invejável acervo pessoal que apenas ele tenha acesso. Socialize o conhecimento!
CONTROVÉRSIA
Promova a discussão sempre que possível; seja uma agente da controvérsia, de forma que possa "marcar uma posição" e fazer frente aos valores dominantes.  Numa roda entre amigos, na apresentação de um seminário, num debate, sempre que possível questione, ainda que indiretamente, o poder estabelecido. Afronte o Sistema. Não necessariamente através da exposição de opiniões declaradamente NS, mas um ataque "pelos flancos". Muitos são os temas em que podemos, de forma estratégica, apresentar conceitos de nosso interesse. Seja numa discussão sobre cotas raciais, temas regionais, eleições, reformas políticas, História, cenário internacional, etc. Inúmeras são as possibilidades. O importante é contribuir na desmoralização e posterior renovação do cenário político. Não confundir essa exposição moderada (inteligente) com o ataque aberto imprudente (bravata), que apenas vai abreviar a sua militância e colocá-lo em perigo.

ARTICULAÇÃO
Ao mesmo tempo que uma importantíssima meta do movimento (aglutinar a forças nacional-socialistas), a articulação entre os militantes é também a maior fenda na nossa segurança. Devemos promover a integração entre as diversas células, com o intuito de cooperação, mas de forma inteligente. Sempre que possível procure se aproximar de pessoas com idéias similares. Promova o contato entre grupos que estejam separados, mas que você eventualmente conheça. Informe-se a respeito de outros grupos nacionalistas que atuem na sua região e procure por nacional-socialistas em potencial. É sabido que muitos NS's acabam participando de outros grupos, na impossibilidade ou desconhecimento de poderem atuar num movimento essencialmente nacional-socialista. Esteja atento ao que acontece ao seu redor: movimentos estudantis, partidos políticos, ONG's, Associações, Sindicatos, enfim, saiba mapear e identificar em cada agrupamento as suas possibilidades de atuação. Comunique-se regularmente com outros nacional-socialistas e troquem informações de interesse do movimento; vale lembrar sempre, porém, as regras de segurança previstas nas "Leis do Lobo Solitário".
INFILTRAÇÃO
Num projeto de longo prazo, tenha como objetivo ocupar posições sociais de destaque que lhe dêem a possibilidade de influir no seu grupo social. Uma forma de fragilizar o Sistema é através da infiltração de nossos militantes em variados segmentos, desde setores públicos, liderança de organizações diversas, grupos de estudo e pesquisa, empresas privadas, até quaisquer outros em que possamos difundir nossa visão de mundo. Uma noção temerária que parte dos nacional-socialistas possui é a de segregação social como forma de protesto e resistência. Dessa forma apenas estaríamos mais passíveis de identificação e menos propensos a irradiar nossas idéias. Sendo apenas mais um na massa, indistinguível, pode-se atuar também de forma muito segura e proveitosa, galgando-se posições e se tornando um formador de opinião. Não podemos apenas focar nossa atenção em pessoas que já tenham inclinação a aceitar nossa Doutrina; devemos despender esforços para despertar o espírito crítico mesmo em indivíduos que possuem uma visão negativa a nosso respeito. Isso só é possível através da diversificação de nossos círculos de atuação; a infiltração como forma de irradiação de um ideal. 
PLANEJAMENTO
A arte de conspirar, resistir contra o poder estabelecido, é algo que se aperfeiçoa com a prática. Procure sempre planejar o futuro do seu grupo, analisando as perspectivas do movimento. Reúna-se regularmente com sua célula e faça o Planejamento Estratégico das ações (daí a preferência a grupos pequenos, em torno de 4 pessoas). Analisem as ações passadas, façam uma leitura do momento atual e tracem metas futuras; tudo de forma objetiva, mediante a concordância e comprometimento de todos e com mecanismos de controle de resultados. O ativismo eficaz não se limita a agir cegamente seguindo orientações alheias. Pratique o discussão interna no seu grupo e tenha a iniciativa de propor novas frentes de atuação.

fonte:http://www.nacional-socialismo.com/eixosmilitancia.htm

Um comentário:

  1. O nacional-socialismo é o melhor sistema politico contra o sistema judaico-capitalista, é por isso que incomodamos tanto.

    Força irmao de sangue, a luta nunca foi perdida.

    ResponderExcluir