quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Porque NS?

O ponto de partida do Nazismo, igual a quase 100% dos acontecimentos mundiais, radica-se nos “PROTOCOLOS DOS SÁBIOS DO SIÃO” ou elaboração definitiva por escrito para chegar ao poder e controlando a imprensa ou “opinião pública” para encobrir seus avanços. Com a Revolução Francesa, iniciaram o processo de decomposição do sistema aristocrático e a implantação da Democracia, a forma de governo que melhor se presta aos seus planos. Mas como alguns dos “estúpidos goyim” (assim chamam os não-judeus) poderiam advertir suas maquinações, decidiram fixar duas vias democráticas: uma LIBERAL e outra MARXISTA, cuidando de fazê-las aparecerem como inimigas acérrimas. Com tal argúcia, mantiveram a Humanidade entretida nesta suposta guerra entre os EUA e a URSS por décadas, enquanto moviam os fios. 

Também previram o surgimento de doutrinas ou formas de governo lógicas e positivas, que poderiam arrancar a Humanidade dentre suas garras. Tanto é assim que chegaram a prever a aparição de um gênio dos gentios, decidindo chegar até a guerra mundial para detê-lo, se fosse preciso, utilizando os países controlados pela família Rothschild.

E sucedeu-se que, depois da Grande Guerra, surgiram com grande ímpeto os nacionalismos e com maior força na Alemanha, nação com a qual a sanha judaica não havia tido limites. Os vencedores a desmembraram, reduziram, rodearam de um anel de países hostis (até inventaram alguns, como a Iugoslávia) e a seu povo pisoteado submeteram-no à fome e aos piores sofrimentos, oprimindo-o com indenizações e “reparações de guerra” monstruosamente exageradas, para que jamais terminasse de pagá-las. Tudo isto está no criminoso Ditado de Versalhes. Mas é precisamente nesta Nação que o sentimento nacionalista se plasma em uma doutrina política e um programa de governo levados ao êxito, após 14 anos de luta, por um homem genial, através de um movimento de massas que se enquadrou no NSDAP, o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães. 



O NSDAP estabeleceu uma COSMOVISÃO original e completa, absolutamente lógica e baseada nas Leis da Natureza. Mas foi caluniada, vilipendiada e obscurecida até o irracional, graças ao monopólio da força jornalística mundial, em forma de diários e revistas, agências noticiosas, indústria de papel, periodistas, mais o cinema e a televisão. A estes se agregam as agências de publicidade para afundar uma massa idiotizada com o tabaco, álcool, droga e pornografia, confundindo-a em um emaranhado de mentiras intermináveis, mostrando só o quanto se deseja meter nas mentes embotadas e ocultando-lhes tudo aquilo que não convenha a quem maneja este plano sinistro.

O QUE SE MOSTRA DO NAZISMO? Loucura, criminalidade, violência, ânsia de conquista, racismo negativo (exatamente o racismo que praticam os judeus), teorias aberrantes, terror, bestialidade, opressão, abusos, etc. etc.. Se destaca com luzes de néon o HOLOCONTO e os supostos seis milhões de judeus assassinados.

A VERDADE OCULTA DO NAZISMO: Em só seis anos de Paz o regime totalitário e antidemocrático de Adolf Hitler recuperou a Agricultura e o Campesinato para alimentar a todo o Reich e ante o crescimento gigantesco das colheitas, voluntários das diversas profissões, indústria e comércio foram trabalhar lado a lado com os camponeses. Levantou o nível do operário, que pela primeira vez começou a ser respeitado por toda a Comunidade, com o que milhões de comunistas, ao viverem a realidade Nazi e compararem-na com as eternas promessas e falsidades do Marxismo, se converteram espontaneamente ao Nazismo.


Eliminou as divisões do povo alemão, a vertical em classes alta-média-baixa e a horizontal em direita-centro-esquerda. Recuperou o orgulho de um povo abatido e humilhado, remoçando sua educação e forjando uma juventude olímpica, cuidando da mãe antes do parto, otimizando a atenção médica, assegurando uma lactância adequada e primeiros anos sãos e bem alimentados, ademais fortaleceu o corpo dos infantes, crianças e adolescentes, entregou-lhes conhecimentos úteis e práticos sem enciclopedismo estéril, injetou neles o amor a seu sangue, seu solo, sua história, seu espírito Nacional, deu-lhes MÍSTICA.

Eliminou a inflação e a necessidade, eternas e inevitáveis companheiras de toda democracia que se valha. Construiu milhares de quilômetros de autopistas modernas, amplas, sólidas, com sentido ecológico autêntico, pelas quais correu o “automóvel do povo”, o Volks-wagen concebido por Hitler e desenhado por F. Porsche, que os operários podiam comprar em cotas sem interesses, por menos de 1000 marcos! Construiu e fez construir centenas e centenas de milhares de moradias mais que dignas para os trabalhadores, cada uma com sua horta, que a família trabalhava com suas próprias mãos. Instituiu o Serviço do Trabalho junto ao Serviço Militar obrigatório, coerindo assim a Alemanha do Futuro ao unir no trabalho os jovens de todos os estratos sociais, de todos os pontos cardeais, e criando laços pessoais de vastíssima projeção, impossíveis de outro modo.



Recuperou territórios roubados impunemente pela judiaria de Versalhes. Formou e equipou um exército congruente com um Reich de mais de 70 milhões, o qual foi capaz de resistir a 80 países lacaios do judaísmo durante larguíssimos e duros seis anos de guerra desigual, guerra que nem começou nem desejava, mas que foi planejada nos Protocolos. 

fonte:http://www.nuevorden.net/portugues/valhalla88_10.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário